O ambiente de trabalho não está muito bem, percebe-se que os colaboradores não estão comprometidos com os propósitos da organização, a “rádio peão” anuncia que alguns funcionários estão insatisfeitos e a empresa não consegue ouvir todos os colaboradores de maneira fidedigna para planejar melhorias no ambiente de trabalho?

Se a sua resposta foi sim para algumas dessas questões pode ser que esteja na hora de pensar em realizar uma pesquisa de clima para ter dados concretos referente a satisfação dos colaboradores de sua empresa e assim poder traçar algumas ações estratégicas para melhorar o clima organizacional.

A pesquisa de clima organizacional consiste em um questionário que dependendo do tamanho e estrutura da organização pode ser entregue ao colaborador, realizado de forma informatizada ou em modo de entrevista no caso de uma empresa de pequeno porte.

Esse trabalho tem o objetivo de quantificar o grau de satisfação do colaborador em relação a algumas dimensões que podem ser pesquisadas tais como: Liderança, reconhecimento, remuneração, ambiente de trabalho, relacionamento interpessoal, oportunidade de crescimento, comunicação, entre outras.

Apesar de alguns pesquisadores disponibilizarem pesquisas padrões, a empresa tem a possibilidade de adaptar um questionário de forma que o torne mais alinhado com o objetivo da empresa, isso é importante para empresas que ainda não tem uma cultura de avaliação já instalada e nesses casos um questionário mais simples pode ser a melhor forma de começar a implantar essa ferramenta.

É aconselhável que o resultado seja divulgado por toda a organização, porque a realização da pesquisa gera uma expectativa de mudança e uma ansiedade nos colaboradores em conhecer o resultado e se vai ser feito algo realmente a respeito do que vai ser obtido com o trabalho.

Dessa forma, mais importante que a pesquisa propriamente dita, são as ações que serão tomadas a partir do resultado obtido, porque se antes o ambiente de trabalho não estava bom, agora com dados em mãos, não se tem mais desculpas para não cuidar da satisfação do colaborador.