Aviso! TEXTO LONGO. Tempo de leitura: Atenção concentrada – 10 minutos |Rápida – 3minutos | Compartilhar lendo apenas o título e a foto destacada – 3segundos.

 

Acredito que não seja só eu a incomodar com tantos “bom dia” inúteis em grupos de aplicativos de mensagens instantâneas a espera em vão de algum assunto útil após a saudação e também com a quantidade de posts no LinkedIn solicitando e-mail ou outra forma de contato prometendo algo em troca ou alguma forma milagrosa de ganhos financeiros. Mas por que as pessoas continuam com esse comportamento?

Recentemente o deputado Ronaldo Fonseca concordou que a forma como foi feita a votação do parecer de Marcos Rogério no Conselho de Ética pela cassação do mandato de Eduardo Cunha por chamada nominal e manifestação individual do voto, provocou o chamado “EFEITO MANADA”. Porém Alessandro Molon, outro deputado que entende muito de comportamento humano, alega que se for aprovado o argumento, seria o mesmo que chamar os parlamentares de gado. Para evitar ser comparados a animais irracionais o termo poderia ser perfeitamente substituído por efeito “MARIA VAI COM AS OUTRAS”, mas isso é política e como tal os VALORE$ são outros, vamos voltar ao LinkedIn e demais redes sociais.

A notícia acima serviu para me fazer lembrar das aulas da graduação em psicologia sobre comportamento de grupo abordando a influência que este tem sobre a decisão do indivíduo e também de um experimento realizado por Solomon Asch, psicólogo que em 1951 determinou que a escolha do grupo influencia em grande parte a tomada de decisões dos demais, seja por vontade do indivíduo em fazer parte do grupo e ao contrariar a maioria estaria causando um desgaste na relação ou também por medo de estar errado sozinho e ser ridicularizado perante a maioria, existe também a possibilidade do sujeito acreditar que o grupo esteja mais bem informado que ele.

Então seria o experimento de Asch a resposta pelos posts semelhantes a esse?

planilha banco de horas_edt

Talvez o experimento sozinho não seja capaz de explicar essa tamanha obsessão em colocar endereço de e-mail esperando receber planilhas no LinkedIn. O Sujeito está pedindo uma planilha, mas ao que parece ninguém leu realmente o subtítulo da mensagem ou talvez nem tenha lido a mensagem em si e apenas viu um punhado de gente colocando e-mail e seguiu a manada pensando que iria ganhar algo também.

Mas o LinkedIn está cheio de boas ações semelhantes a essa:

5afilhados_edt

Vou acreditar na boa vontade da garota e pensar que realmente ela quis ajudar essas CINCO pessoas. Porém são 5 e não 2320, número que cresce a cada minuto.

Ou essa:

dica_edt

Ela só quis dar uma dica, se quis realmente formar um mailing não sou capaz de julgar. Mas que não leram a mensagem isso tenho certeza.

Depois dessa apenas o experimento acima não explica, talvez Freud ou a BIA GRANJA neste artigo escrito para revista Galileu em 2014, Geração “Só a cabecinha”, falando que somos a geração que lê o título, comenta sobre ele ainda compartilha na rede. Não precisando de um estudo mais aprofundado, por que ninguém vai ler também. Somos bombardeados com milhões de informações a todo momento, como vai sobrar tempo para ler tudo e de preferência antes do meu amigo, para que eu possa compartilhar nas 542 redes sociais que participo antes dele.

Pois é, acho que o artigo da Bia ajudou muito a entender esse comportamento se não fosse por posts tipo esse:

mailing_edt

Coitado do último cidadão ali que está realmente esperando receber a planilha que controla até se o sorvete vai ou não derreter na geladeira. Porém esse artigo foi uma brincadeira que mostrou uma triste realidade: As pessoas não leram a mensagem, mais detalhes leia este artigo do Leonardo Santos e surpreenda-se com os dados das pessoas que solicitaram a planilha mega ultra blaster.

Mas apesar da brincadeira do Leonardo, posts desse tipo existem e são os piores, está muito evidente que a pessoa tenha como objetivo apenas formar um banco de dados, com e-mails válidos e quem sabe revende-los, enviar vírus ou algo que acredito muito pouco, é que a pessoa não tenha o conhecimento de nenhum local para deixar hospedada a planilha na nuvem e colocar apenas o link para download ou se o desejo dela for capturar e-mails que faça em uma Landing Page, até mesmo porque o cara é expert em Excel.

Cilada Bino!!!

Colocando o e-mail em um post desse tipo, posso garantir que a última coisa que você irá receber é a planilha, mas vai receber inúmeros e-mails de propaganda, spam, vírus entre outros. Então se você não gosta de receber essas coisas, por favor não siga a manada, não seja um “maria vai com as outras”, não coloque seu e-mail ou outra forma de contato abertamente assim, existem outras maneiras mais honestas de distribuir conteúdo e ajudar os demais.

Mas então como fazer?

  • Desconfie de posts que peçam para colocar e-mail, telefone, documentos de maneira que fique aberto para todos na rede;
  • Se gostou digite “OK” “AMÉM” “SARAVÁ” ou o que for. Isso é só para o post ficar em evidência e enganar mais pessoas;
  • Observe a data do post, pode ser que a pessoa até queria ajudar alguém compartilhando uma vaga de emprego, porém 5 meses depois que a posição foi publicada e com 5 mil comentários pedindo informações duvido que a vaga ainda esteja aberta e a pessoa disposta a ajudar.
  • LEIA a mensagem, não faça uso do ditado popular “Melhor errar com a maioria que errar sozinho”.
  • E o mais importante TENHA UM PERFIL COMPLETO E ATUALIZADO NO LINKEDIN, dessa maneira se a pessoa realmente quiser ajudar poderá entrar em seu perfil e descobrir como entrar em contato com você.

Tem outras dicas e tipos de golpes no artigo do Rodrigo Moubar que você pode ver clicando aqui.

Caso tenha gostado do artigo coloque o seu e-mail, telefone, CPF nos comentários, dê também um “OK” para confirmar. Espero que este post seja viralizado e ajude mais pessoas a errarem menos na manada.

Brincadeiras à parte, caso esteja lendo este parágrafo é sinal que deu pelo menos uma passada pelo artigo todo, então pode compartilhar e melhor deixe a sua opinião nos comentários abaixo.

Se você gosta de colocar e-mail, temos um campo especial para você receber dicas sobre como melhorar sua atuação no LinkedIn CLIQUE AQUI. Prometo que não enviaremos spam e nem disponibilizamos os e-mails para terceiros e também se você enjoar do nosso conteúdo é clicar em descadastre-se.

Gostou do artigo e deseja maximizar a sua presença no Linkedin?

Clique na figura para receber um manual com dicas para  turbinar o seu perfil.


Dicas LinkedIn Campeão

Ou ainda conhecer o nosso curso de Linkedin.

 

Linkedin_campeao_curso_fundo